Mundo

Malawi vai receber energia de Moçambique

Moçambique predispõe-se a fornecer 10 megawatts de energia eléctrica ao Malawi. A informação foi tornada pública, no dia 2, depois de um encontro entre os ministros dos Negócios Estrangeiros e Cooperação dos dois países, José Pacheco (Moçambique) e Emmanuel Fabiano (Malawi).

Moçambique predispõe-se a fornecer 10 megawatts de energia eléctrica ao Malawi. A informação foi tornada pública, no dia 2, depois de um encontro entre os ministros dos Negócios Estrangeiros e Cooperação dos dois países, José Pacheco (Moçambique) e Emmanuel Fabiano (Malawi).
Além desse projecto Moçambique espera nos próximos tempos produzir energia através do carvão mineral de Tete, um projecto que irá envolver,
além do Malawi, a Zâmbia.
Emmanuel Fabiano destacou que o Malawi não está ainda conectado à rede de distribuição de energia que existe na África Austral, mas gostaríamos de fazer parte desta conexão,
através de Moçambique.
Do lado moçambicano, o ministro José Pacheco indicou que o país pode disponibilizar ao país vizinho 10 megawatts
de energia disponíveis.
A primeira fase prevê a instalação, em território moçambicano, de uma subestação móvel orçada em 300 mil dólares a
serem pagos pelo Malawi.
Moçambique já vende energia eléctrica à África do Sul, Zimbabwe, Suazilândia e Zâmbia.

Melhorar parcerias
Na reunião bilateral, o Malawi mostrou votante de melhorar a parceria na área de transporte e comunicações, uma vez que aquele país não tem acesso ao mar.
“Um dos assuntos que discutimos é o transporte ao nível do continente africano, especialmente na SADC”, disse o governante malawiano, depois de frisar que “estamos a promover a integração regional e uma das áreas desse objectivo é o transporte”.