Mundo

Idriss Déby forma governo no Tchad

O Presidente do Tchad, Idriss Deby, nomeou esta semana, um novo Governo composto por 27 membros, dos quais dois ministros de Estado e um secretário de Estado.

O Presidente do Tchad, Idriss Deby, nomeou esta semana, um novo Governo composto por 27 membros, dos quais dois ministros de Estado e um secretário de Estado, anunciou a Televisão nacional. A nomeação foi feita depois da entrada em vigor, sexta-feira última, da nova Constituição, que marca a passagem para a quarta República, e que instaura um regime presidencial integral. A Equipa tem nove mulheres, respeitando o desejo de Idriss Deby, de favorecer a representatividade das mulheres na política. Dez personalidades deixaram o governo, das quais os ministros das Infra-estruturas; das Finanças e dos Petróleos. O antigo Primeiro-ministro, Kassire Coumakoye, de 1993 à 1995 e 2007 a 2008, neste período, ao serviço de Idriss Déby, é agora ministro do Estado, conselheiro junto da Presidência, enquanto o advogado Jean-Bernard Padare ocupa o cargo de ministro de Estado para as infra-estruturas.As pastas da Defesa e da Segurança assim como a dos Negócios estrangeiros continuam com os seus antigos titulares. A Constituição, adoptada durante uma sessão parlamentar boicotada por vários deputados da oposição, reforça os poderes do chefe de Estado, com a instauração de um regime presidencial integral, sem Primeiro-ministro nem vice-presidente. No momento da sua promulgação, sexta-feira, Idriss Déby pediu o “apoio dos parceiros financeiros”, para organizar as eleições legislativas, adiadas desde 2015, e que ele confirmou poderem ter lugar, em Novembro de 2018. Ainda na sexta-feira, o Presidente decretou uma “amnistia geral”, convidando todos os tchadianos que “por uma ou outra razão deixaram o seu país, regressarem de forma digna”. O apelo suscitou a reacção de alguns exilados, como a de Abakar Tollimi. Este, antigo conselheiro de Idriss Déby, actualmente refugiado, em França, minimizou-a, e disse estar longe do seu país por “falta de democracia”.
De igual modo, reagiram também vários grupos armados, cujas tropas estão na Líbia ou no Sudão. O porta-voz da União das Forças da Resistência (UFR), Youssouf Hamid, considerou que Idriss Déby nunca “respeitou os seus compromissos”. Num comunicado, o bureau político das Forças para a Democracia e o Desenvolvimento (UFDD), dirigido por Mahamat Nouri, chefe rebelde que desafiou Déby, atacando N’Djamena, há 10 anos rejeitou a proposta. O Tchade, também chamado de Tchade ou Tchad, oficialmente República do Tchade, é um país sem acesso ao mar, localizado no Centro-Norte da África. Faz fronteira com a Líbia a Norte, com o Sudão a Leste, com a República Centro-Africana a Sul, com Camarões e Nigéria a Sudoeste
e com o Níger a Oeste.