Mundo

Galp prepara reforço da posição na exploração do pre-sal no Brasil com compra de participação

A Galp Energia prepara o reforço da sua posição na exploração de petróleo no Brasil, com a compra de uma participação adicional de 3%.

A Galp Energia prepara o reforço da sua posição na exploração de petróleo no Brasil, com a compra de uma participação adicional de 3% na licença BM-S-8, na bacia de Santos, nesse país sul-americano, segundo anunciou na última quarta-feira. A aquisição, através da sua subsidiária Petrogal Brasil, surge após a Equinor ter acordado a compra da participação de 10 por cento da Barra Energia nesta licença. Num comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários, a energética dá conta de que o reforço significa um acordo de alinhamento dos interesses participativos da Petrogal Brasil, Equinor e ExxonMobil nas licenças BM-S-8 e Norte de Carcará, que incluem a descoberta Carcará, no pré-sal. “O montante total da aquisição de um interesse participativo adicional de 3 por cento é de cerca de 114 milhões de dólares (aproximadamente 97,6 milhões de euros), em linha com a aquisição pela Petrogal Brasil de uma participação de 3 por cento, anunciada em outubro de 2017”, refere a empresa liderada por Carlos Nuno Gomes da Silva, na nota enviada ao regulador do mercado. Para a Galp Energia, o reforço da participação, ainda sujeito à ‘luz verde’ das autoridades responsáveis, mostra o “interesse estratégico” na expansão da sua presença nas áreas core do grupo, nas quais se inclui o pré-sal brasileiro. “No seguimento destas transações, espera-se que a Petrogal Brasil venha a deter uma participação de 20 por cento nas duas licenças, enquanto que a Equinor (operador) e a ExxonMobil 40 por cento cada”, assinala ainda a empresa. As acções da Galp, que divulgará o seu trading update (referente ao segundo trimestre de 2018) no próximo dia 16 de julho, estão a cair 0,15 por cento, para 16,43 euros.