Mundo

Franceses investem em segurança digital

A francesa Thales, especializada em electrónica e defesa, garantiu a aquisição do maior fabricante de “microchips” e cartões SIM do mundo, a holandesa Gemalto, por cerca de 4,8 mil milhões de euros.

A francesa Thales, especializada em electrónica e defesa, garantiu a aquisição do maior fabricante de “microchips” e cartões SIM do mundo, a holandesa Gemalto, por cerca de 4,8 mil milhões de euros.
Já com vários investimentos em Portugal, em áreas como a exploração espacial, o mar, a agricultura e a gestão de florestas, a Thales espera tornar-se com a Gemalto no líder mundial de segurança digital numa altura em que há cada vez mais consumidores dependentes da tecnologia e ameaçados por ataques informáticos cada vez mais em voga.
A Thales ultrapassou a oferta da actos e a confirmação do negócio pela Gemalto levou as acções da empresa, cujo maior accionista é o Estado francês, a valorizar em bolsa mais de oito por cento.
Os títulos da Thales fecharam em Paris a valer 93,4 euros, enquanto os títulos da Gemalto subiram 5,6 por cento em Amesterdão e fecharam a valer 49,47 euros, ligeiramente abaixo dos 51 por acção oferecido pela francesa.
A Gemalto tinha em curso um plano social com a supressão prevista de 288 postos de trabalho. A restruturação da empresa vai manter-se, com a Thales a oferecer a prioridade nos dispensados da holandesa em ofertas de trabalho existentes no grupo francês.
A Thales prometeu ainda não proceder a mais reduções de pessoal na Gemalto durante  os próximos dois anos.