Mundo

Economista-chefe do FMI vai deixar o cargo

O economista-chefe do FMI, Maurice Obstfeld, que sucedeu em 2015 a Olivier Blanchard, vai abandonar a organização sediada em Washington no final deste ano.

O economista tinha substituído no cargo Olivier Blanchard em Setembro de 2015. A saída de Obstfeld será oficializada em Dezembro deste ano, anunciou o FMI.
O economista-chefe do fundo vai voltar ao Departamento de Economia da Universidade da Califórnia em Berkeley. Quanto à sua substituição, o FMI diz apenas que o processo para escolher um substituto “irá começar em breve”.
A saída vai deixar saudades em Washington, de acordo com a nota de despedida da directora-geral do FMI, Christine Lagarde: “A passagem do Maury (Maurice) pelo Fundo vai deixar uma marca duradoura e não apenas por ter promovido a reputação do Fundo ao apresentar investigação de alta qualidade”. Maurice Obstfeld deixará também uma marca pelo “rigor académico” e pela sua “capacidade de desembrulhar temas económicos complexos”.
“O Maury intensificou a contribuição do Fundo para o debate de políticas”, assinala Lagarde. A directora-geral do FMI enfatizou a importância dos documentos produzidos sob a liderança de Maurice Obstfeld, tal como o World Economic Outlook.