Mundo

Alemanha defrauda economistas

Duas das grandes potências europeias, Alemanha e França, defraudam as expectativas dos economistas. Ambos os países vêem a produção industrial cair, ditando um mau arranque para o segundo trimestre.

Duas das grandes potências europeias, Alemanha e França, defraudam as expectativas dos economistas. Ambos os países vêem a produção industrial cair, ditando um mau arranque para o segundo trimestre.
O segundo trimestre não parece promissor para a economia europeia, de acordo com os primeiros dados que são conhecidos. Na sexta-feira, foi revelado que a produção industrial na Alemanha caiu 1 por cento entre Março e Abril, enquanto a França recuou 0,5 na mesma rubrica. Isto quando os analistas consultados pela Reuters acreditavam num crescimento de 0,3 por cento para a indústria de cada uma destas economias.
Estes dados são publicados pouco tempo após os números das exportações terem também desiludido. A balança comercial alemã sentiu desequilíbrios em Abril, com um declínio de 0,3 por cento nas exportações face ao mês anterior e as importações a pesarem mais 2,2. O excedente germânico ficou-se assim pelos 19,4 mil milhões de euros, contra os 21 mil milhões previstos pelos analistas.
Embora seja uma economia de referência, Berlim não foi a única capital a registar baixas nas exportações. Uma quebra generalizada no Velho Continente já havia ditado um abrandamento do PIB na Zona Euro no primeiro trimestre.