Mercados

Negócios da Bodiva dão Kz 1,5 mil milhões

A Bolsa de Dívidas e Valores de Angola (BODIVA) registou durante a primeira semana do mês de Agosto.

A Bolsa de Dívidas e Valores de Angola (BODIVA) registou durante a primeira semana do mês de Agosto, cerca de 20 negócios, dos quais 16 intermediados pelo Banco de Fomento Angola (BFA), que mantém a liderança nas negociações desde o início do ano, totalizando 1,5 mil milhões de
kwanzas em transacções.
Segundo o relatório semanal sobre o mercado secundário de dívida pública divulgado pela Bodiva, depois do BFA aparecem na lista dos que mais negociaram, os bancos BIC e Standard Bank Angola.
O mesmo documento avança ainda que na semana em referência, a bolsa registou 620,3 milhões de Kwanzas em ambiente bilateral e 886,8 milhões de Kwanzas em ambiente multilateral. Ao longo do ano, a Bodiva já registou mais de 400 mil milhões de kwanzas
em cerca de 2000 negócios.
Face a este cenário, o economista João Zumba fez um balanço positivo das últimas movimentações na Bodiva, tendo referido que o mercado de acções, que ainda não não se encontra em vigor, vai estimular o capitalismo popular, o que poderá ter um impacto positivo na renda das empresas e das famílias.
“O mercado bolsista é muito importante, porque estimula a poupança e o investimento, na medida em que as empresas e pessoas singulares poderão ganhar juros. Serve como um intermediário entre os investidores e os operadores”, disse.
De acordo com a estratégia de actuação da Comissão do Mercado de Capitais (CMC), o mercado de acções, que vai abranger as empresas, só entra em actividade a seguir à dívida pública. Para assegurar o bom funcionamento da Bolsa, a CMC dividiu o processo de entrada em operacionalização da Bodiva em seis etapas, que correspondem ao Mercado de Dívida Pública, Mercado de Dívida Corporativa, a fase do Segmento dos Fundos de Investimento, a fase do Mercado de Acções, além das fases dos Mercados de Futuros e dos outros diplomas de suporte.