Mercados

Endiama Mining retoma exploração

O presidente do Conselho de Administração da Endiama, José Manuel Ganga Júnior, anunciou, para 2018, o retorno da Endiama Mining à exploração de diamantes.

O presidente do Conselho de Administração da Endiama, José Manuel Ganga Júnior, anunciou, para 2018, o retorno da Endiama Mining à exploração de diamantes.
De acordo com um comunicado que o JE teve acesso, a rentabilização das minas em actividade e a entrada em funcionamento dos projectos Mulepi, Camafuca-Camazambo, Chiri, Mucuanza, Cacange e Furi vão contribuir, também, para o aumento dos níveis de produção.

Ainda para este ano, de acordo com Ganga Júnior, a Endiama pretende proceder ao lançamento de novos projectos de prospecção em parceria com os principais “players” do sector, a materialização da nova política de comercialização de diamantes, a implementação de projectos de infra-estruturas, energia e agro- indústrias, a criação de programas de sustentabilidade ambiental, assim como o reforço de acções sociais no seio das comunidades. Sobre as actividades efectuadas pela Endiama em 2017, o PCA comunicou que a empresa produziu 9,4 milhões de quilates, com um preço médio de venda de usd 113 por quilate, o que se traduziu numa receita bruta cifrada em 1,1 mil milhão de dólares.
As declarações do presidente do Conselho de Administração da Endiama foram feitas, ontem, no painel destinado à apresentação do balanço das actividades de 2017 e perspectivas para 2018, durante I Conselho Consultivo
Alargado, que encerra hoje.