Mercados

BNA vendeu já à banca USD 9,48 mil milhões

O Banco Nacional de Angola (BNA) vendeu este ano à banca, para atender as diversas operações cambiais com o exterior, o valor de 9,48 mil milhões de dólares.

O Banco Nacional de Angola (BNA) vendeu este ano à banca, para atender as diversas operações cambiais com o exterior, o valor de 9,48 mil milhões de dólares.
De acordo com dados do Comité de Política Monetária do banco central publicado em comunicado, este valor é, contudo, inferior em 6,50 por cento ao montante vendido em igual período do ano passado aos operadores. Em Agosto, os bancos comerciais beneficiaram, por exemplo, de 1,42 mil milhões de dólares para venda em leilões e de quantidade (cobertura
às cartas de créditos).

Novo mecanismo de venda
O novo mecanismo de venda de divisas adoptada pelo Banco Nacional de Angola (BNA) entra já em vigor na próxima segunda-feira, 1 de Outubro.
Nesse mesmo dia acontece já o primeiro leilão dos 14 previstos pelo banco central e através dos quais os bancos comerciais vão vender, juntamente com as casas de câmbios, os 650 milhões de dólares a disponibilizar
para as diversas operações.
Conforme explica na sua página de internet, ao Banco Nacional de Angola caberá a informação após cada leilão do montante disponibilizado, o número de participantes, a taxa de câmbio mais alta e a mais baixa admitidas e a taxa de câmbio média resultante.
“A partir do dia 1 de Outubro de 2018, o BNA passará a anunciar no último dia útil de cada semana o resultado semanal das vendas em leilão por banco comercial e o montante de moeda estrangeira que será vendido nos leilões da semana seguinte, do mês em curso”, disse em comunicado.
De referir que as importações atingiram o valor total de USD 1,3 mil milhões, dos quais USD 327 milhões para bens alimentares, 276,59 milhões para máquinas e aparelhos eléctricos e 175,12 milhões para combustíveis. Do valor de importação de bens alimentares, destacam-se os montantes destinados à importação de carnes e miudezas (66,2 milhões) e a cereais (38,20 milhões) que correspondem a 32% do total.