Lazer

7ª edição do Zouk tropical

Artistas angolanos como Edmázia Mayembe, Kyaku Kyadaff, Filho do Zua, Cef e C4 Pedro, protagonizaram um memorável show na sétima edição da maior festa da música em Moçambique, denominada "Festival Tropical Zouk". O evento decorreu nos dias 27 e 28 de Abril, no Campo Maxaquene, em Maputo.

Artistas angolanos como Edmázia Mayembe, Kyaku Kyadaff, Filho do Zua, Cef e C4 Pedro, protagonizaram um memorável show na sétima edição da maior festa da música em Moçambique, denominada "Festival Tropical Zouk". O evento decorreu nos dias 27 e 28 de Abril, no Campo Maxaquene, em Maputo.

Moçambique foi representado por Euridse Jeque, Twenty Fingers, Celso Notiço, João Paulo e Sáldicos e Mimae. Constou igualmente do leque de atracções, a célebre banda antilhana Zouk Machine, o projecto Ronald Robinel e Jeux de Dames, autor do sucesso "Fanm’fo", esteve também presente a cantora Jocelyn Deloumeaux e os artistas Phil Control, Thierry Cham e Ludo.

De Cabo Verde foi a conceituada banda Livity, liderada por Jorge Neto, onde constam os renomados Grace Évora e Johnny Fonseca, levaram o público ao rubro com o ritmo de Cabo Verde, lembrando sucessos como "Bia" e "Rosinha".

O momento mais esperado da noite, foi a entrada da banda haitiana Tabou Combo, fundada em 1968, os fãs gritaram de euforia e vibraram incansavelmente, a banda teve uma recepção desejada por todo o artista. Vale relembrar que a música caribenha ganhou destaque no festival com a primeira presença, na região da África Austral, da quinquagenária banda haitiana Tabou Combo, que igualmente, foi a homenageada da noite.

O zouk é um ritmo originário das Antilhas Francesas de Guadalupe e Martinica. Os Autores de música Charles De Ledesma e Gene Scaramuzzo trace o desenvolvimento do zouk ao Guadalupe gwo ka e Martinica. O criador do zouk foi o grupo Kassav’, que misturou o calipso, um estilo musical afro-caribenho, e a makossa, um estilo musical originário dos Camarões.