Mercados

Bolsa reconhecida

A Bolsa de Dívida e Valores de Angola (Bodiva), enquanto Sociedade Gestora de Mercados Regulamentados, começou a emitir a partir desta semana, o código, Número Internacional de Identificação de Valores Mobiliários (ISIN), sigla em inglês.

A Bolsa de Dívida e Valores de Angola (Bodiva), enquanto Sociedade Gestora de Mercados Regulamentados, começou a emitir a partir desta semana, o código, Número Internacional de Identificação de Valores Mobiliários (ISIN), sigla em inglês.
Segundo um comunicado de imprensa da instituição, que o JE teve acesso, o referido código é um padrão internacional usado para identificação única de instrumentos financeiros, incluindo acções, instrumentos de dívida e instrumentos derivados.
Assim, ao assumir a responsabilidade de atribuir os códigos de identificação, a Bodiva atende a padrões rigorosos e detalhados sobre como procurar manter as exigências e as práticas sincronizadas com as mudanças das condições de mercado.
Deste modo, a partir de hoje, segundo uma nota da instituição, os títulos de Dívida Pública passam a ser emitidos atendendo padrões rigorosos e aceites mundialmente, abrindo um canal para entidades externas.
Este passo abre um canal para que entidades externas interessadas em Angola possam ter acesso à informação sobre títulos disponíveis para negociação nos mercados. A nota refere que a Bodiva foi admitida a 29 de Junho último como Membro Associado da Association of National Numbering Agencies (ANNA), associação internacional que tem como missão a padronização de códigos de identificação de valores mobiliários numa escala global.
Como Agência Nacional de Numeração, a Bodiva passou a ser responsável, em Angola, pela atribuição de códigos de identificação às emissões de valores mobiliários e instrumentos derivados, respeitando os padrões da Organização Através do ISIN emitido pela Bodiva será possível identificar aspectos como país de emissão, emitente e características da emissão.
No final do ano, a Bodiva disponibilizará os códigos de identificação Classification of Financial Instruments, segundo a nota.