Gestão

Teoria da integração maximiza rendimentos

A gestão estratégica é um processo que as empresas e outras organizações se comprometem em proceguir, mas estas devem envolver, para o seu sucesso, a análise de informações e a implementação de decisões com base em vários pressupostos. O objectivo destas decisões é o de maximizar a eficácia das operações da organização e das limitações do orçamento, restrições de tempo e a capacidade interna.

Para o alcance destes e outros objectivos, a integração na gestão, ainda que horizontal, como acto de integrar outras infra-estruturas, bens e empresas do mesmo sector ou no mesmo nível de produção, permite que a aquisição desses activos seja alcançado através de um processo normal que resulta da expansão das operações já existentes e não da criação de novas operações.
No que toca a integração vertical, como o acto de se expandir para novas operações com o objectivo de diminuir a confiabilidade de uma empresa em outras no processo de produção e distribuição, essa integração deve exigir que as empresas para realizar novos aspectos das operações de negócio, devem contratar outras empresas para que o seu funcionamento seja efectivo.

Benefícios da integração

O principal benefício da integração horizontal é que elimina a concorrência de outras empresas. Isso ocorre porque os activos que estão intrinsicamente conectados a esta, integram o que os concorrentes têm vindo a utilizar para irem atrás dos clientes no mercado. Ela também serve como uma forma relativamente barata de invadir os novos mercados, porque, em vez de se envolver em todas as questões para a abertura de uma filial para uma nova área, que permite a uma empresa assumir o controlo de um ramo já em vigor, ela aproveita e cria novas formas de actuação.
Por outro lado, o principal benefício da integração vertical é que ele permite que as empresas façam cortes nos custos totais para serem aproveitados como valores para outras áreas da empresa. As principais coisas que impedem as empresas de se envolver em integração vertical são os problemas associados com o exercício de um tipo desconhecido de operações e os custos iniciais de que os esforços de integração requer, como a existência de um investimento maior.
Na verdade, a integração vertical ocorre quando diferentes processos de produção passam a ser controlados pela mesma empresa. Pode ocorrer entre dois ou mais processos contínuos de produção. Esse método de produção visa à diminuição de custos e maximização dos resultados. Além disso, dificulta o acesso do concorrente a um determinado produto ou matéria-prima, principalmente em determinados mercados onde a fonte destes insumos é restrita.
Ela consiste ainda na estratégia de crescimento baseada na aquisição de duas ou mais sociedades do mesmo nível da cadeia produtiva, ou seja, concorrentes directos. Muitas vezes se dá com a aquisição de todo o estabelecimento comercial, inclusive a marca original de um determinado produto, que pode ter boa penentração no mercado consumidor. Com isso, muitas vezes o administrador opta por manter esta marca original, se beneficiando da aceitação da mesma. Essa integração inviabiliza a competitividade de outras marcas, eliminando a concorrência dos seus mais directores
concorrentes do mercado.