Gestão

Recrutamento interno é factor motivacional

A estimulação do crescimento das colaboradores depende em grande parte da rotatividade natural

O recrutamento interno tem como objectivo a valorização do capital humano dentro das organizações, por meio de promoção ou transferência de funcionários de uma área para outra. Por outra palavras, é a valorização dos recursos internos. Este processo estimula os funcionários e aperfeiçoa
o crescimento interno.
O recrutamento é interno quando a empresa procura preencher determinadas vagas ou oportunidade por meio do remaneamento dos seus próprios funcionários que são promovidos (movimentação vertical) ou transferidos (movimentação horizontal) ou ainda transferidos com promoção (movimentação diagonal).
Devido as constantes mudanças no cenário empresarial, as organizações se deparam com vários desafios, principalmente quando se trata de motivar os funcionários. A área de recursos humanos deve buscar alternativas, entre as quais, este modelo de recrutamento como um diferencial importante.
Para tal pergunta presume-se que o recrutamento interno proporciona satisfação e, consequentemente, motivação para os colaboradores, e deste modo, a organização sai beneficiada, pois quando o funcionário está motivado a sua produtividade e qualidade é maior e notável. O processo de recrutar pessoas é essencial para as organizações, e por meio dele são identificados novos talentos dentro da própria empresa ou no mercado de trabalho.
Em geral, o recrutamento interno pode envolver: a transferência da pessoa de uma posição para outra; promover uma pessoa de um nível para outro; transferir, promovendo pessoas; desenvolver pessoas; planos de carreira. O recrutamento não é somente a utilização de recursos disponíveis, mas uma estratégia de motivação, valorização e estimulação do crescimento profissional.
Vantagens
O processo interno pode ser uma ferramenta de extrema importância se aplicada com clareza. Por exemplo, o recrutamento interno aproveita melhor o potencial humano das organizações, motiva e encoraja o desenvolvimento profissional dos actuais funcionários, incentiva a permanência e fidelidade dos funcionários, aproveita os investimentos da organização em treinamento, o custo financeiro e menor em relação ao recrutamento externo e apresenta maior índice de validade e de segurança e é mais rápido.
Já para Fidelis e Banov entre as vantagens do recrutamento interno estão factos como a indicação da relação entre a empresa e funcionário não é negativa, pois a empresa oferece chances e valoriza os seus empregados e promove funcionários com mais tempo de empresa. Na opinião de Lacombe (2005) os funcionários estão disponíveis, assim as vagas serão preenchidas mais rápidas, o custo de admissão é praticamente zero, a probabilidade de acerto tende ser bem maior e a rejeição pelos colegas de trabalho será menor.