Finanças

Elaboração do oge 2018 mobiliza seminários locais

A delegação de Finanças da província do Bengo promoveu, esta semana, em Caxito, um seminário sobre instruções para elaboração da proposta do Orçamento Geral do Estado (OGE) para 2018.

A iniciativa de periodicidade anual destinou-se aos gestores e técnicos das unidades orçamentais e os respectivos órgãos dependentes da província do Bengo e visa melhorar os conhecimentos relativos à classificação orçamental, bem como exigir maior rigor na determinação das despesas, colmatando assim possíveis erros na digitação das necessidades de limite de despesas (NLD).
Ao intervir na sessão de abertura, a delegada provincial das Finanças do Bengo, Arlete Monteiro de Sousa, destacou a importância do seminário para os gestores públicos no aperfeiçoamento da elaboração do OGE por parte dos órgãos do sistema orçamental.
“Este seminário reveste-se de particular importância, na medida em que acontece num ano especial das eleições gerais, daí as razões das instruções da elaboração da proposta do Orçamento Geral do Estado para 2018, com todos os indicadores”, frisou.
A província do Bengo conta, actualmente, com 18 unidades orçamentais do Estado e 70 órgãos independentes.
Na semana passada, o Minfin reuniu em Luanda vários gestores públicos de diferentes níveis da administração do Estado, num seminário sobre Instruções para Elaboração do Orçamento Geral do Estado para o ano económico de 2018.
O encontro foi orientado pela Direcção Nacional do Orçamento do Estado em parceria com a Direcção Nacional dos Orçamentos Locais, e visou actualizar o conhecimento dos gestores orçamentais sobre o enquadramento orçamental, discutir conceitos inerente à metodologia de elaboração do OGE, de acordo uma nota de imprensa a que tivemos acesso.