Empresas

Grupo Boa Vida no recrutamento

O grupo Boa Vida anunciou a sua pretensão de continuar a contribuir para o crescimento da economia nacional por meio da geração de emprego. Segundo uma nota de imprensa da instituição que o JE teve acesso, o grupo tem actualmente cerca de 4.000 colaboradores, e foi com esse objectivo que foi implementado o programa Talentos Angola, que culminara com a contratação de alguns dos “trainees” para preencherem vagas corporativas no grupo.

O grupo Boa Vida anunciou a sua pretensão de continuar a contribuir para o crescimento da economia nacional por meio da geração de emprego. Segundo uma nota de imprensa da instituição que o JE teve acesso, o grupo tem actualmente cerca de 4.000 colaboradores, e foi com esse objectivo que foi implementado o programa Talentos Angola, que culminara com a contratação de alguns dos “trainees” para preencherem vagas corporativas no grupo.
A nota acrescenta que, a abertura das inscrições para o programa Talentos Angola foi anunciada em Dezembro último e as inscrições começaram a ser feitas em Fevereiro do ano em curso, projecto habitacional do grupo. O objectivo do programa é de capacitar os jovens seleccionados, de modo a adquirirem aptidões que serão úteis na liderança de projectos de grande escala, principalmente os que estão na carteira de investimentos.
“Sinto-me muito satisfeito pelo que alcançámos até agora com esse programa. Foi um prazer conhecer cada um desses jovens e foi possível perceber neles a vontade e determinação em fazer mais e melhor, independentemente das dificuldades ou barreiras que possam encontrar, como a actual situação económica do país. Estou muito confiante de que obteremos excelentes resultados com esse programa pois não se trata apenas de uma capacitação técnico-profissional, mas também comportamental, e o resultado serão indivíduos capacitados para fazerem algo de relevante para a sociedade”, disse o PCA do grupo, Tomasz Dowbor, sobre as suas expectativas para com o projecto.
Após a divulgação do programa, a nota acrescenta que, houve uma aderência positiva, com o recebimento de cerca de 6.000 candidaturas, o qual exigiu um processo de selecção criterioso da empresa. O processo de selecção começou com a primeira triagem com 200 candidatos para entrevista. Com as entrevistas, foram seleccionados 80 candidatos para testes comportamentais e dinâmicas de grupos.
Posteriormente ocorreu a segunda triagem com exercícios de Team Building e Test Disc com os 35 candidatos apurados. O último apuramento ocorreu com a entrevista dos mesmos com o PCA e o PCE da instituição, onde foram seleccionados os finalistas.
Os 19 finalistas são formados em Recursos Humanos, Ciências da Educação , Ciências da Comunicação, Informática, Contabilidade e Administração, Direito, Arquitectura e Urbanismo, Engenharia Civil, Química, Electrónica, Electricidade Naval,
Electromecânica e outros.