Artigo

Capa

Sonho da juventude tornou-se realidade

Ministério da Juventude e Desportos diz que as iniciativas empresariais dirigidas a camada juvenil tiveram um impacto maior antes da crise económica e financeira derivada pela queda do preço do crude .

O Plano Nacional de Desenvolvimento da Juventude 2014-2017 (PNADEJ 2014-2017), que resultou de um estudo amplo de reflexão, melhorou o incentivo à participação dos jovens e das organizações aos diversos ramos da economia nacional.

A informação foi avançada pelo director Nacional para as Políticas da Juventude, Kikas Manuel Machado. O responsável informou que as metas estão a ser cumpridas, sendo 2014 o ano em que se verificou maior desenvoltura de projectos apresentados pelos jovens.
Nos meados de 2015, alguns projectos sofreram um assinalável abrandamento, devido à crise económica e financeira que assolou o país, mas acredita que os actuais projectos apresentados no âmbito do programa Projovem, lançado recentemente pelo Executivo angolano, venham a dar resultados.
O ProJovem vai colocar à disposição um valor de 100 mil a 40 milhões de kwanzas. O director Kikas Machado prefere não avançar dados, mas informa que o BCI já tem contabilizados mais de 4000 jovens candidatos inscritos.
Para se candidatar ao Projovem, é preciso ter-se entre 18 e 40 anos. Além disso, o jovem deve possuir bom cadastro (não ter dívidas à banca em incumprimentos).
“Nós alteramos os moldes de concessão do crédito. Além de o projecto estar bem estruturado, há exigências como apresentação de uma estrutura física e ter registo na Segurança Social”, disse Kikas Machado.
Reconheceu falhas nos moldes de concessão do “Crédito Jovem”, suspenso em 2008, pelo Banco de Poupança e Crédito (BPC), por razões técnicas.
O projecto “Crédito Jovem”, à semelhança do da construção de casas para a juventude, foi financiado pelo BPC, que colocou à disposição dos concorrentes 5 milhões de dólares. Na altura mais de 4 mil jovens haviam acedido ao empréstimo e 20 mil jovens se beneficiaram do financiamento.

Formação
A Casa da Juventude é um instrumento estratégico de implementação do Plano Nacional de Desenvolvimento da Juventude 2013/2017, pelo que se encontra engajada nas acções de formação técnico-profissional e promoção do auto emprego dos jovens.
Segundo o director Kikas Machado, o principal objectivo, está focalizado no associativismo juvenil, tendo em conta a perspectiva de olhar para o eixo da formação integrada dos jovens nas diversas áreas do saber, objectivando a criação de competências para aproveitarem as oportunidades de emprego, auto-emprego e dotá-los de valores.
Desde a sua criação em 2006, a Casa da Juventude forma em média 5000 jovens por ano.

Efeméride
O Dia da Juventude Angolana que se celebra hoie sexta-feira, decorre sob o lema “Juventude: com patriotismo e cidadania, reforcemos a paz e a democracia”. O Ministério da Juventude e Desportos em comunicado destaca o papel e a contribuição da juventude na preservação dos ganhos da Paz e na consolidação do processo democrático.