Gestão

Sony anuncia renúncia do CEO Kazuo Hirai

Presidente-Executivo, Kazuo Hirai, entregará o comando da empresa japonesa ao director financeiro Kenichiro Yoshida, e também divulgou a previsão de um lucro anual recorde que ressalta a renovação levada a cabo por ambos.

Presidente-Executivo, Kazuo Hirai, entregará o comando da empresa japonesa ao director financeiro Kenichiro Yoshida, e também divulgou a previsão de um lucro anual recorde que ressalta a renovação levada a cabo por ambos.
A mudança no comando, embora uma grande surpresa, deve ser bem recebida pelos investidores, que ficaram satisfeitos com a abordagem pragmática que Yoshida adoptou na reestruturação da empresa, depois que assumiu o cargo como director financeiro em 2014.
Antes líder do mercado de electrônicos, a fabricante do Walkman e da televisão Trinitron perdeu terreno para companhias como a Apple no quesito inovação depois do lançamento do iPod em 2001 e do iPhone em 2007. Além disso, a empresa tem perdido para os concorrentes asiáticos na competição de preços.
Juntos, Hirai e Yoshida optimizaram os negócios de electrônicos da Sony, que não estava a dar lucro, e depois capitalizaram a disseminação dos smartphones com sensores de imagem.
Pessoas familiarizadas com Yoshida, de 58 anos, o descrevem como um contraponto discreto ao mais extravagante “Kaz” Hirai, mas também como um parceiro enérgico que impulsionou muitas mudanças polêmicas, como a venda da divisão de computadores Vaio e a cisão do seu negócio de TV.
A Sony comprovou o acerto dessas medidas ao quadruplicar o lucro e registar o melhor terceiro trimestre fiscal da sua história, auxiliada pela grande procura de sensores de imagem, à medida que os fabricantes de smartphone adoptam cada vez mais as câmr traseiras com duas lentes, além das vendas fortes de software de jogos para o consola de videogame PlayStation 4.
Isso levou a empresa a elevar a previsão de lucro operacional anual para 720 mil milhões de ienes, cerca de 6,6 mil milhões de dólares, o ano fiscal que encerra em Março – contra os 630 mil milhões de ienes anteriores.