Gestão

Rotatividade interna motiva colaboradores

A rotatividade de pessoal, no contexto de gestão de pessoas, está relacionada com o desligamento de alguns funcionários e entrada de outros para substituí-los, ou seja, a rotatividade é caracterizada pelo fluxo de entradas admissões e saídas, remanejamentos, aposentações, ou a troca de pessoal de uma área, actividade, tarefa ou funçã, para outra dentro de uma organização.

A rotatividade de pessoal, no contexto de gestão de pessoas, está relacionada com o desligamento de alguns funcionários e entrada de outros para substituí-los, ou seja, a rotatividade é caracterizada pelo fluxo de entradas admissões e saídas, remanejamentos, aposentações, ou a troca de pessoal de uma área, actividade, tarefa ou funçã, para outra dentro de uma organização.
As razões para o desligamento podem ser diversas; os indivíduos podem solicitar a sua demissão por descontentamento com alguma política da empresa, falta de motivação, falta de perspectiva de crescimento profissional, relações hierárquicas sem qualidade e com muito desgaste ou busca de uma melhor colocação profissional. Assim como, a empresa também se coloca neste direito e busca por profissionais mais capacitados para integrar o seu quadro funcional ou ainda procura pela inovação nos seus sistemas.
A rotatividade não é uma causa, mas sim o efeito de algumas variáveis externas e internas. E são as consequências desses fenómenos que condicionam a atitude e o comportamento do pessoal, pois a alta rotatividade reflecte na produção, no ambiente organizacional e nos relacionamentos interpessoais.
Entre as variáveis externas que ocorrem na organização, podemos citar: a situação de oferta e procura do mercado de RH; a conjuntura económica; as oportunidades de empregos no mercado de trabalho.
E dentre as variáveis internas estão: a política salarial da organização; a política de benefícios da organização; o tipo de supervisão exercido sobre o pessoal; as oportunidades de crescimento profissional oferecidas pela organização; o tipo de relacionamento humano dentro da organização; as condições físicas e ambientais de trabalho da organização e a moral do pessoal da organização.
Por outro lado, a cultura organizacional; a política de recrutamento e selecção de recursos humanos; os critérios e programas de treinamento de recursos humanos; a política disciplinar da organização; os critérios de avaliação do desempenho e o grau de flexibilidade das políticas da organização são elementos a reter.

Causas de rotatividade

A rotatividade define o volume de flutuação de recursos humanos nas empresas, é comum um pequeno volume de rotatividade numa organização saudável, principalmente se for causada pelo aumento de contratações maiores que as saídas com objectivo de incentivar e ampliar os resultados.
A questão é que a elevação dos índices de rotatividade podem gerar situações de insegurança para actividade da empresa, ocasionando uma reacção malvista na instituição. A rotatividade tem as suas causas divididas em externas e internas. As primeiras dependem da política de acção da empresa, da vontade dos seus executivos, dos trabalhadores e não cria motivação para aprofundar-se na questão.