Gestão

GM cria veículos eléctricos para desafiar a Tesla

Os Executivos da General Motors enfrentam hoje uma das suas tarefas mais difíceis: convencer os investidores de que a fabricante de Detroit pode competir com a Tesla no mercado de veículos eléctricos.

Os Executivos da General Motors enfrentam hoje uma das suas tarefas mais difíceis: convencer os investidores de que a fabricante de Detroit pode competir com a Tesla no mercado de veículos eléctricos.
Mesmo quando os mercados globais se recuperam dos temores do coronavírus, o valor de mercado da Tesla supera o da GM e o da maioria das outras montadoras tradicionais. Esta semana, a valoração da Tesla ficou em torno de 144 bilhões de dólares norte-americanos, mais de três vezes os 45 bilhões da GM.
A GM é de longe maior que a Tesla em volume e gera mais dinheiro e lucro. Mas, no mercado de veículos elétricos, a Tesla é a líder.
No ano passado, a Tesla vendeu 367.500 veículos eléctricos, sendo 223 mil nos Estados Unidos da América. A GM vendeu apenas 16.400 unidades do elétrico Chevrolet Bolt nos EUA e 60 mil modelos Baojun E-Series na China com a joint venture SAIC Motor.
A presidente-executiva da GM, Mary Barra, e o presidente, Mark Reuss, aceleraram o desenvolvimento de veículos eléctricos nos últimos três anos, concentrando-se em uma bateria proprietária, um design flexível de baixo custo e um plano para produção de alto volume, principalmente na China.
A GM também está a desenvolver uma bateria avançada, em parceria com a LG Chem e a Honda Motor, que será menor que as actuais baterias utilizadas em veículos eléctricos, poderá ser recarregada mais rapidamente e fornecerá mais energia.
Musk disse a investidores que a Tesla avançou no custo e capacidade da bateria em desenvolvimentos que serão divulgados no Dia da Bateria, em abril.
Barra disse que a GM planeja gastar mais em veículos elétricos do que em carros movidos a gasolina nos próximos cinco anos e que a empresa terá lucro com eles até 2021. Mas ainda não divulgou quanto investirá nos esforços para competir com a Tesla e concorrentes tradicionais, como Volkswagen ou Ford Motor