Gestão

Benefícios da ergonomia nas organizações modernas

A utilização correcta desta técnica garante aos colaboradores um bem-estar geral e torna eficiente os procedimentos que visam evitar lesões físicas ao indivíduo

Garantir a qualidade de vida, saúde e bem-estar dos funcionários é um dos princípios básicos para a produtividade de uma empresa. Neste sentido, a aplicação da ergonomia nas empresas assegura o pleno funcionamento humano no seu local de trabalho. A ergonomia é a ciência que ajusta o trabalhador às condições laborais, numa tentativa de fazer com que o empregado permaneça confortável, seguro e produtivo no exercício da sua função. Como consequência, a ergonomia também previne a ocorrência de acidentes
e doenças do trabalho.
Segundo especialistas, os procedimentos ergonómicos, quando aplicados de maneira correcta, contribuem para a diminuição do cansaço e tornam eficientes os procedimentos que visam evitar lesões físicas ao indivíduo.
Para o empregador, a utilização correcta das técnicas garante colaboradores e um meio ambiente favoráveis para a execução das tarefas, numa redução de gastos com afastamentos e reposições da mão-de-obra por problemas de saúde ou acidentes do trabalho. De modo geral, a ergonomia nas empresas pode ser aplicada através da ginástica laboral, intervalos regulares e rotatividade de tarefas, além da adaptação do ambiente de trabalho de acordo com a função e carga horária do funcionário.

Arrumação do mobiliário
A disposição adequada de mesas e cadeiras, equipamentos e demais itens utilizados na produção torna o empregado mais motivado para o trabalho diário.
Na verdade, existem diversos benefícios em se investir na ergonomia, sendo que listamos abaixo os principais benefícios, que vai desde a redução do número de afastamentos e ausências, pois a ergonomia reduz os problemas de saúde e acidentes de trabalho, uma vez que é responsável pela saúde e bem-estar dos funcionários e diminui os desperdício.
A garantia de saúde e bem -estar durante o trabalho proporcionados pelas técnicas ergonómicas favorecem a diminuição do desperdício de matéria prima e demais materiais utilizados na empresa. O ambiente laboral saudável assegura trabalhadores motivados e atentos com a tarefa exercida. Além disso, melhora na qualidade de vida: investir na ergonomia é investir na qualidade do trabalho.
Por outro lado, a valorização profissional acarretados pela ergonomia proporcionam o sentimento de valorização profissional por parte dos colaboradores e da entidade patronal. Quando as pessoas recebem suporte para exercerem as suas funções, existe o sentimento de reconhecimento que influencia a sua permanência na empresa.
A produtividade é o outro elemento que beneficia directamente desta prática. Com a redução no número de ausências, as entregas dos clientes são feitas dentro do prazo estipulado. O cliente satisfeito resulta em mais pedidos e oportunidades de produção para a empresa.
As empresas que quiserem se manter actuantes devem investir numa estrutura ergonómica que garanta a qualidade e harmonia do ambiente de trabalho. Com funcionários saudáveis e motivados, a instituição preserva a sua imagem e garante a produtividade e actuação no mercado, fazendo desta forma, frente aos seus concorrentes directos.

Aplicação
É possível estabelecer a aplicação da ergonomia no ambiente de trabalho através dos seguintes passos: elaboração de um programa, que consiste no levantamento dos riscos e na concepção do programa; conscialização dos funcionários, que se dá através de treinamentos e palestras para mentalizar os funcionários acerca dos riscos e a sua prevenção; explicar o aperfeiçoamento do programa , que se dá através da correcção e melhoramento do programa aplicado no ambiente de trabalho.
As condições gerais de trabalho, considerando, a iluminação, o nível de ruídos e a temperatura, são os principais causadores dos problemas que afectam, directamente, a saúde dos funcionários de uma empresa. Nesse caso, a ergonomia pode também contribuir muito para evitar que essas enfermidades ocorram, com objectivo de tornar cada vez mais eficiente os procedimentos de controlo e de regulação das condições adequadas de trabalho. A ergonomia é também conhecida como o estudo da relação entre o homem e o seu ambiente laboral.