Finanças

Sol reforça bancarização na cidade do Kilamba

Os novos quatro (4) terminais de multicaixas (ATMs) instalados com o balcão do Banco Sol inagurado, esta semana, na centralidade do Kilamba, em Luanda, aumentam as soluções aos moradores de uma cidade que há até seis meses reclamava da presença dos agentes bancários.

Os novos quatro (4) terminais de multicaixas (ATMs) instalados com o balcão do Banco Sol inagurado, esta semana, na centralidade do Kilamba, em Luanda, aumentam as soluções aos moradores de uma cidade que há até seis meses reclamava da presença dos agentes bancários.
O novo balcão, que para o Sol é o segundo, pois já tem um à entrada no interior do pavilhão de artes e ofícios afecto ao Ministério da Administração Púbçica, Trabalho e Segurança Social (MAPTSS), eleva para seis (6) os bancos e um total de 14 ATMs.
De acordo com o presidente da Comissão Executiva do banco, Coutinho Nobre Miguel, a sua instituição vai continuar a apostar no desenvolvimento económico de Angola, contribuindo, significativamente, na redução da pobreza.
O gestor que falou à margem da inauguração da dependência da Centralidade do Kilamba, município de Belas, enquadrada nos festejos do 16º aniversário da instituição, que se assinalou na segunda-feira (02 de Outubro).
Referiu que o banco possui o compromisso relacionado com o progresso nacional no domínio económico e financeiro, na redução significativa da fome e da pobreza e na criação de empregos.
Ainda no âmbito do 16º aniversário do Banco Sol, Coutinho Nobre inaugurou cinco ATMs na centralidade do Sequele e procedeu à entrega de cinquenta residências aos funcionários do banco.
Foi também inaugurado o Arquivo Central do Banco Sol onde será salvaguardada toda a documentação produzida nos balcões a nível nacional, assim como dos serviços centrais.
Após as inaugurações de Luanda, o gestor rumou à Cabinda onde procedeu à inauguração do primeiro centro de empresas, com o objectivo de reforçar a sua presença junto do empresariado local.