Finanças

Saldo da conta de bens no final de 2017 registou aumento de 47,24 por cento em termos homólogos

O saldo da conta de bens diminuiu 6,41 por cento face ao mês de Dezembro, situando-se em usd 2.205,72 milhões devido a uma redução das exportações (-5,39%) e das importações (-3,00%). Em termos homólogos o saldo da conta de bens aumentou 47,24 por cento, devido ao aumento das exportações (19,53%) e uma redução das importações (-16,34%).

O saldo da conta de bens diminuiu 6,41 por cento face ao mês de Dezembro, situando-se em usd 2.205,72 milhões devido a uma redução das exportações (-5,39%) e das importações (-3,00%). Em termos homólogos o saldo da conta de bens aumentou 47,24 por cento, devido ao aumento das exportações (19,53%) e uma redução das importações (-16,34%).
Em termos mensais, a queda das exportações, no período em análise, deveu-se à redução das exportações de diamantes em 76,76 por cento situando-se em usd 37,27 milhões. Adicionalmente, a contribuir para esta queda registou-se uma diminuição das quantidades exportadas do gás associado em 22,74 e do preço em 31,97, correspondendo a um decréscimo das exportações em 47,44 por cento. Em sentido oposto, as exportações petrolíferas registaram um aumento pressionado pela subida de 5,99 do preço das ramas angolanas, resultante num aumento de 1,65 (usd 48,06 milhões). As importações diminuíram 3,00 em termos mensais e 16,34 em termos homólogos para usd 968,23 milhões. A categoria de combustíveis foi a que mais contribuiu para esta redução. Relativamente à origem das importações, destaca-se a queda por parte de Portugal, Singapura e Bélgica, em contrapartida houve um aumento nas importações vindas da China e África do Sul.
Quanto ao mercado de crédito, observou-se uma expansão do Crédito em Moeda Nacional em termos reais de 0,49 por cento face ao mês anterior, mantendo-se o crédito abaixo dos níveis registados em 2017, como se verifica pela contracção de 12,65 desta rubrica face ao mês homólogo. Relativamente ao Crédito em Moeda Estrangeira, também contraiu em termos reais em 6,45 face ao mês anterior e 17,12 face ao mês homólogo.