Finanças

Quer-se mais educação

O novo delegado regional sul do Banco Nacional de Angola (BNA), que compreende as províncias da Huíla, Namibe, Cunene e Cuando Cubango, Sandro Adérito Afonso dos Santos, apelou, recentemente, na cidade do Lubango sobre a importância dos trabalhadores bancários a pautarem por uma conduta baseada na ética e deontologia profissional, visando prestar um serviço de qualidade e assente no bem-estar da população.

O novo delegado regional sul do Banco Nacional de Angola (BNA), que compreende as províncias da Huíla, Namibe, Cunene e Cuando Cubango, Sandro Adérito Afonso dos Santos, apelou, recentemente, na cidade do Lubango sobre a importância dos trabalhadores bancários a pautarem por uma conduta baseada na ética e deontologia profissional, visando prestar um serviço de qualidade e assente no bem-estar da população.
Ao ser apresentado quarta-feira, ao cargo de delegado regional sul do BNA, às autoridades governamentais da Huíla, em substituição de Joaquim Dias dos Santos Neto, que exerceu as mesmas funções em 8 anos, disse que as autoridades afins trabalham para dar credibilidade ao serviço bancário. Para isso, acrescentou, os trabalhadores devem estar predispostos e a actuar nas melhores práticas da sua actividade.
O responsável admitiu correr notícias de haver a possibilidade de alguns trabalhadores bancários estarem a facilitar a venda de divisas nas ruas. “Correm notícias dessa natureza. É evidente que entendemos a quem de direito vir fazer o seu trabalho no sentido de identificar os seus prevaricadores”, disse.
Garantiu que o Banco Nacional de Angola por sua vez, e nas suas competências, vai continuar a fazer a supervisão e a auditoria à banca comercial. “Naturalmente se identificarmos casos dessa natureza, os prevaricadores vão ser levados às instituições afins, para a sua responsabilização”, alertou.