Finanças

Massa alimentar enche prateleiras

Unidades comerciais prosseguem com as campanhas de promoções de produtos com nova baixa de preços mantendo-se o objectivo em muitos casos de aumentar as vendas e fidelizar o máximo de clientes possíveis.

Esta semana, na ronda por Luanda, notou-se mais enchentes nos multicaixas (terminais de caixas automáticas) propriamente do que nos caixas dos supermercados. Como sempre dá-se azo à especulação, pois se alguns defendem ser resultado da falta de salário para uns, outros entendem ser resultado da pouca atractividade dos preços nos supermercados.
A equipa do “Hora das Compras” uma vez mais foi ao terreno. De facto, o cenário é de poucas filas na generalidade dos locais visitados. Enchentes só mesmo na corrida às notas físicas de dinheiro para pagar outros serviços.
Mas em boa verdade, também notou-se que os preços dos vários produtos continuam a registar baixas consideráveis, ora pelas promoções, ora para sinalizar um certo equilíbrio entre oferta e procura. Tal é assim que, por exemplo, a massa alimentar mostra-se entre os produtos cujo custo de semana em semana cai para níveis mais alcançáveis. A manter-se a prática destes preços, logo logo os clientes vão ter por preferência os supermercados.