Finanças

Época de preços baixos inicia com o pós-festas

A tradição no comércio segue. Após as festas de natal e de Ano Novo vai iniciar-se a época de saldos. Ao que apurou o JE, as lojas nos hipermercados e esquinas de ruas e avenidas estão a preparar o stock para dar vazão a esse ritual.

A tradição no comércio segue. Após as festas de natal e de Ano Novo vai iniciar-se a época de saldos. Ao que apurou o JE, as lojas nos hipermercados e esquinas de ruas e avenidas estão a preparar o stock para dar vazão a esse ritual.
Há mesmo as que já antecipam e por via das redes sociais buscam angariar clientes com mensagens enfáticas, mas muito chamativas, apelando ao sentido consumista do mercado. Na estrada da Samba, a loja de comércio de vestuário Primagozzi tem sapatos e calças para ambos os géneros à disposição e com preços de saldos.
Mas na baixa da cidade, o supermercado Kibabo na senda dos seus cinco anos de existência chama os clientes com propostas de novos produtos e baixos preços. Nesta rede de lojas em que operam as lojas de fragrâncias “Equivalenza” também chama-se pelos apreciadores dos aromas com a mensagem de novos produtos e boas soluções de escolha. Mais do que o apelo, a mensagem centra-se no início de uma época de preços baixos em que o cliente/consumidor ou seja qual a designação que melhor se adeque é como pressionado com um “vem agora e confira os nossos preços”. Na Europa como se sabe, passou o “Black friday” e agora é mesmo só saldos.