Artigo

Finanças

“Cidadania” financeira chega ao Uíge

O Banco de Desenvolvimento de Angola (BDA) lançou nesta segunda-feira,na cidade do Uíge, a campanha de educação financeira denominada “Diversificar”, que consiste em influenciar e ajudar os agentes económicos a adoptarem boas práticas e promoverem investimentos sustentáveis.

O Banco de Desenvolvimento de Angola (BDA) lançou nesta segunda-feira,na cidade do Uíge, a campanha de educação financeira denominada “Diversificar”, que consiste em influenciar e ajudar os agentes económicos a adoptarem boas práticas e promoverem investimentos sustentáveis.
O acto da abertura da referida campanha juntou agentes económicos da província e directores provinciais de distintos sectores. O certame foi acompanhado pelo governador provincial do Uíge, Pinda Simão e os vice-governadores para os sectores Técnicos e Infra-estruturas, Politico Social e económico, Afonso  Luviluco e Catarina Domingos.
Os agentes cívicos do BDA continuarão a desenvolver nos próximos dias ciclos de palestras e sensibilização dos agentes económicos, empreendedores, estudantes, empresários, comerciantes, instituições públicas e privadas, mercados e outras comunidades ligadas aos negócios.
Ao apresentar o programa aos participantes, a responsável do projecto, Cláudia Varela, esclareceu que a campanha de educação financeira tem como objectivo estabelecer uma ligação directa entre a aplicação correcta dos recursos do crédito aos investimentos, a capacitação para os reembolsos e a continuidade da disponibilização de novas oportunidades de crédito, criando assim empregos permanentes que visam garantir
o retorno do capital investido.
A responsável avançou que a campanha promove também o reforço do conceito do círculo virtuoso da economia, como modelo de uma conduta responsável relativamente ao reembolso dos créditos concedidos pela banca.
Lançada em Luanda, no dia 05 de Julho do ano em curso, a campanha já sensibilizou mais de 78 mil pessoas entre empreendedores, agentes económicos e a juventude em geral, 12.793 estabelecimentos comerciais e 199 instituições,  dentre elas públicas e privadas.

Pendor didáctico

Explicou que com um pendor didáctico, utilizando folhetos e um vídeo animado sobre o processo de diversificação da economia, os agentes cívicos da campanha estão a esclarecer aos empresários, empreendedores e cidadãos em geral, o contributo que o BDA pode dar para a diversificação da economia do país, concedendo financiamento àqueles que sejam capazes de criar empregos e garantir o aumento da produção interna de bens e serviços.
A campanha é abrangente a todos que necessitem ter crédito e aqueles que pretendam receber uma educação financeira para o reembolso do crédito. Desde o seu lançamento já foi realizada nas provinciais do Huambo, Bié, Huíla, Namibe, Cabinda, Cuanza Norte, Malanje, Moxico, Lunda Norte, Lunda Sul, Benguela, Zaire,  Cuando Cubango e Cunene.

Cultura de reembolso

O governador provincial do Uíge, Pinda Simão, considerou valiosa e necessária a campanha de educação financeira no seio dos cidadãos, visto que a mesma vai ajudar na construção de uma cultura responsável e digna no reembolso dos créditos concedidos pelo executivo, bem como criar novas oportunidades de concessão de créditos.
Defendeu a necessidade de uma formação contínua dos empreendedores para que o desenvolvimento de negócios seja feito com eficaz e lógica
para o bem-estar de muitos.
Diversificar, é um programa da responsabilidade do BDA que visa sensibilizar todos angolanos para a importância do contributo responsável de cada cidadão no pagamento do crédito concedido pela banca, de modo a criar um círculo virtuoso da economia assente no empreendedores e na boa cidadania.