Finanças

Cantinas rurais são alternativas viáveis

A criação das cantinas rurais tem por objectivo a facilitação do escoamento dos produtos agrícolas.

A criação das cantinas rurais tem por objectivo a facilitação do escoamento dos produtos agrícolas.
O projecto visa a comercialização da produção rural e tem como foco impulsionar o desenvolvimento e a integração nacional, bem como o transporte dos produtos do campos para os grandes centros de consumo.
Segundo dados do Ministério do Comércio, as cantinas rurais visam desenvolver as zonas com potencial agrícola, sendo que caberá ao Executivo a criação de bases com destaque às infra-estruturas, plataformas logísticas e de distribuição. A sua operacionalização fica com o sector privado.
A este respeito, o JE saiu à rua para ouvir a opinião dos cidadãos. Os nossos entrevistados consideram a medida uma mais-valia, sobretudo para o camponês.
O empresário Estevão Serafim esclareceu ser necessário a criação dessas e outras políticas como das “cantinas rurais”, pois isso ajudará a diversificar a economia. Por outro lado, os preços dos produtos baixam, porque até hoje o país ainda importa muita coisa que já se produz cá, infelizmente.
“Se há essa possibilidade de criarem-se cantinas rurais para atenuar as dificuldades da população, esta será uma medida bem tomada porque há mesmo muito transtorno para adquirir principalmente bens de primeira necessidade e, não só”, disse.
Já Victor Tumba, técnico de markting, é de opinião que qualquer que seja o projecto que impulsione a economia é sempre bem visto. “E se de facto viessem a ser criadas as “cantinas rurais” para apoiar os camponeses, seria de grande utilidade”. O jovem considera que para melhor apoio à esta franja social é preciso reforçar a cintura verde e melhorar as vias de acesso aos campos agrícolas e do campo para as cidade de modo a facilitar o escoamento destes mesmos produtos.
A funcionária pública Maria Agostinho entende que se tem assistido, sistematicamente, através dos meios de comunicação, que há nas grandes fazendas produtos agrícola em excesso, tudo porque existem dificuldades de transportação de uma à outra província. “O principal factor, segundo se diz, são o mau estado das estradas secundárias e terciárias”.