Finanças

Bonança substitui tempestade

Na ressaca do Natal e vésperas do Ano Novo, nos habituais supermercados de Luanda em que são levantados os preços da tradicional “Hora das Compras” foi notória uma calmia. Tal é o adágio que após a tempestade vem a bonança.

Na ressaca do Natal e vésperas do Ano Novo, nos habituais supermercados de Luanda em que são levantados os preços da tradicional “Hora das Compras” foi notória uma calmia. Tal é o adágio que após a tempestade vem a bonança.
Mas, que a seu ver, nas duas unidades da rede Kero que visitamos, esta semana, e porque lá estivemos na sexta, sábado e domingo, há às sobras caixas de cabazes.
O funcionário que apoia os clientes junto desta secção disse que apesar de terem sido comprados muitos cabazes, há também ainda caixas em quantidade e nas várias lojas. Os cabazes do Kero são vendidos com preços de 8.500; 12.500; 25.000 e 55 mil kwanzas. Numa certa posição oposta, a loja Shoprite do morro bento e Nova Vida que visitamos não mais dispunham de cabazes (cesta básica) que vendiam a oito mil kwanzas. A azáfama das compras foi tal que fonte de um dos supermercados referenciados na listagem confidenciou-nos que na semana natalina a facturação era de o equivalente a um milhão de dólares/dia.