Empresas

Navio “Cabinda” quase operacional

O navio baptizado com o nome “Cabinda”, em fase de acabamento no estaleiro da empresa holandesa Damen Shipyards, em Singapura, chega a Angola.

O navio baptizado com o nome “Cabinda”, em fase de acabamento no estaleiro da empresa holandesa Damen Shipyards, em Singapura, chega a Angola após a conclusão das obras dos terminais marítimos de passageiros de Cabinda e do Soyo.
A informação foi prestada pelo director-geral do Instituto Marítimo e Portuário de Angola (IMPA), Nazareth Neto, durante um encontro, em Gorinchem, Holanda, com os responsáveis para África da Damen Shipyards. Nazareth Neto, que acompanha o ministro dos Transportes, Ricardo Viegas D’Abreu, na visita à Holanda, informou que “esforços estão a ser feitos, no sentido de que os empreiteiros concluam as obras de Cabinda e do Soyo nas datas mais breves”. O ministro dos Transportes, Ricardo Viegas D’Abreu, mantém na Holanda uma agenda concorrida, tendo ontem e hoje visitado as instalações das empresas Van Oord, líder mundial em empreitadas marítimas, a APM Terminals e o Porto de Roterdão.

Projectos estruturantes
O ministro Ricardo Viegas D’Abreu falou dos projectos e programas do sector dos Transportes, de forma a poder estimular a investirem mais em Angola os empresários daquele país europeu, que exporta frutas e legumes para 150 países no mundo, importa de 107 países e produz três bilhões de euros de frutas e vegetais por ano, sendo, por exemplo, o maior produtor do mundo de tomate. Durante a visita a APM Terminals, Ricardo Viegas D’Abreu, foi informado que a área portuária de Roterdão é o mais importante centro Europeu por ser um porto que movimenta cerca de 35 mil navios e 10 milhões de contentores por ano. Em número de contentores, é o porto número um na Europa e o único porto europeu no top 10 mundial.