Empresas

Marcolino Moco vai à Sonangol

O nome de Marcolino José Carlos Moco é sempre uma referência incontornável na política angolana. Depois da falhada indicação para Procurador Geral da República (PGR), que muito se cogitou nos circulos políticos e que motivou enorme apoio social, o certo é que o político, a muito desavindo dos ideais do partido, foi “repescado”. O Presidente João Lourenço, uma vez mais, dá sinais claros de preocupação com a unidade nacional e valorização
dos melhores de Angola.

O nome de Marcolino José Carlos Moco é sempre uma referência incontornável na política angolana. Depois da falhada indicação para Procurador Geral da República (PGR), que muito se cogitou nos circulos políticos e que motivou enorme apoio social, o certo é que o político, a muito desavindo dos ideais do partido, foi “repescado”. O Presidente João Lourenço, uma vez mais, dá sinais claros de preocupação com a unidade nacional e valorização
dos melhores de Angola.
A par de Lopo do Nascimento, Marcolino Moco vai à Sonangol onde passa a ocupar a pasta de administrador não executivo. As nomeações foram tornadas públicas na quarta-feira à noite por decretos presidenciais, conforme nota remetida às redacções pelos serviços de apoio da Casa Civil do
Presidente da República.