Empresas

Instituto de Formação da Administração promove novos cursos médio e superior

Ao proceder à abertura formal, o ministro da Administração do Território, Bornito de Sousa,  salientou que, enquanto entidade com especiais responsabilidades na modernização da Administração Local do Estado, o IFAL desenvolverá neste ano, um ambicioso programa de formação, abarcando acções dirigidas a todas as carreiras profissionais.

Ao proceder à abertura formal, o ministro da Administração do Território, Bornito de Sousa,  salientou que, enquanto entidade com especiais responsabilidades na modernização da Administração Local do Estado, o IFAL desenvolverá neste ano, um ambicioso programa de formação, abarcando acções dirigidas a todas as carreiras profissionais.

Destacou neste contexto, a promoção de cursos médios e superiores, designadamente de administração local e autarquia, recursos humanos, ciências políticas e administração do território, desenvolvimento local, bem como pós-graduação e mestrado em parceria com instituições do ensino superior.

Constitui também prioridade neste ano de instrução, disse, o alargamento das parcerias com as universidades públicas regionais, o que vai permitir a realização de cursos avançados de formação, cursos de graduação e pós-graduação entre o Ifal e as instituições universitárias.

Deu a conhecer, que o Ifal terá um sistema on-line de ensino à distância, programa em relação ao qual foram já ensaiadas acções de formação não presencial dos cursos de vice-governadores e de gestores municipais e urbanos e, da modalidade não presencial para as aulas de apoio e complementares para os alunos do ensino médio.

Apontou ainda, que será levada a cabo a reestruturação do plano curricular do curso médio de administração local e autárquica no sentido de alinhá-lo com a temática dos cursos de introdução ao serviço público e, das necessidades de conhecimento sobre a gestão prática e quotidiana das administrações municipais, quanto à prestação de serviços aos cidadãos.

Constituirão também desafios, a formação para os serviços camarários relacionados com a educação, ensino e alfabetização, assistência médica e medicamentosa, gestão dos resíduos sólidos e saneamento básico, assistência social aos grupos vulneráveis, a promoção do activismo cultural, desportivo e turísticos locais.

Bornito de Sousa acentuou a utilidade de capacitação dos quadros da administração local do Estado (municipais e comunais), tendo em vista as tarefas e responsabilidades que serão acometidas a esses órgãos, tendentes à criação das condições para a melhoria de vida da população.

O Ifal é uma instituição colectiva pública criada em 2003, para assegurar a execução da política de aperfeiçoamento e modernização da administração local do Estado e das autarquias, através da formação dos seus agentes, de investigação e de assessoria técnica.
Estiveram presentes, o governador da província de Luanda, Bento Bento, o secretário de Estado da Administração do Território, Adão de Almeida, entre outros convidados.