Empresas

INADEC regista 32 infracções

Trinta e dois casos de violação dos direitos do consumidor foram registados durante o I semestre do ano em curso, pelo Instituto Nacional de Defesa do Consumidor (INADEC), no Cuanza Norte, menos quatro, em relação ao período homólogo de 2016.

Trinta e dois casos de violação dos direitos do consumidor foram registados durante o I semestre do ano em curso, pelo Instituto Nacional de Defesa do Consumidor (INADEC), no Cuanza Norte, menos quatro, em relação ao período homólogo de 2016.
A informação consta do relatório semestral do instituto chegado hoje à Angop, em Ndalatando, indicando que as infracções foram constatadas no decurso de 28 visitas de inspecção realizadas em diversos estabelecimentos comerciais da província.
A actividade inseriu-se no quadro das acções de fiscalização da instituição que visam assegurar o controlo da qualidade dos bens e serviços colocados a disposição dos consumidores.
Durante o período em referência, o INADEC, no Cuanza Norte, procedeu à destruição de três mil 268 produtos diversos não especificados, considerados impróprios para o consumo humano.
O documento não indica igualmente o valor das multas aplicadas resultantes das infracções.
Segundo o informe, as actividades referenciadas foram realizadas por inspectores do Inadec e das actividades comerciais e especialistas dos Serviços de Investigação Criminal (SIC), tendo abarcado igualmente acções de sensibilização dos cidadãos sobre as medidas a observar durante a aquisição de bens nos mercados.