Empresas

Huíla acolhe conselho directivo das estatísticas

O director geral do Instituto Nacional de Estatística (INE), Camilo Ceita, anunciou quarta-feira, no Lubango, a realização do recenseamento empresarial e de estabelecimentos em todo o país, durante o ano em curso. Camilo Ceita, que anunciou o facto na abertura do 2º Conselho Directivo do INE, que decorreu até ontem no Lubango, disse que já decorreu em todo o país, o censo piloto da agro-pecuária e com indicativos positivos. Por isso, frisou que o órgão tem no seu plano de actividades, muitos desafios de estado.

O director geral do Instituto Nacional de Estatística (INE), Camilo Ceita, anunciou quarta-feira, no Lubango, a realização do recenseamento empresarial e de estabelecimentos em todo o país, durante o ano em curso. Camilo Ceita, que anunciou o facto na abertura do 2º Conselho Directivo do INE, que decorreu até ontem no Lubango, disse que já decorreu em todo o país, o censo piloto da agro-pecuária e com indicativos positivos. Por isso, frisou que o órgão tem no seu plano de actividades, muitos desafios de estado. “Para este ano, o recenseamento agro-pecuário e pescas, será realizado em todo o país, assim como o recenseamento empresarial e de estabelecimentos”.

Face aos desafios, disse haver necessidade de trimestralmente e consoante o estatuto orgânico do INE, reunir-se o concelho directivo para discutir e analisar o que está a ser feito, para melhorar cada vez mais as acções, com vista a atingir sempre os resultados preconizados. Explicou que os desafios do INE obrigam a ter a obrigação de colaboração com os governos provinciais, Ministérios da Agricultura e das Pescas, e as “acções só serão possíveis realizar se tivermos o apoio político e administrativo de todas as entidades provinciais do país”, disse.