Empresas

Cunene abre portas a novos negócios

A 13ª edição da feira agro-pecuária comercial e industrial do Cunene “Expo-Cunene 2017” abriu as portas segunda-feira, com mais de 70 empresas nacionais e estrangeiras inscritos, enquadrada nas comemorações do 47º aniversario da província, assinalado a 10 de Julho.

A 13ª edição da feira agro-pecuária comercial e industrial do Cunene “Expo-Cunene 2017” abriu as portas segunda-feira, com mais de 70 empresas nacionais e estrangeiras inscritos, enquadrada nas comemorações do 47º aniversario da província, assinalado a 10 de Julho.
Sob o lema “Cunene 47 anos rumo ao desenvolvimento socio-económico”, numa organização do governo da província, a feiracujo acto de abertura foi presidido pelo governador provincial, Kundi Paihama, está representada com empresas do ramo de agricultura, telecomunicações, construção, agro-pecuária, moda, banca, educação e prestação de serviços.
Os feirantes encontram no certame a oportunidade de vender mais os seus produtos como roupas diversas, perfumes, bijutarias, produtos agrícolas, medicamentos tradicionais, variedades de plantas ornamentais, alimentação, venda de equipamentos agrícolas de pequeno
e grande porte e outros.
O governador do Cunene, Kundi Paihama disse, que o evento reflecte a força de vontade e espírito de missão das forças vivas locais, que empreenderam tal projecto com o objectivo de divulgarem ao mundo
as potencialidades da região.
Augura que a feira se torne numa ocasião para mostrar aspotencialidades económicas e as oportunidades de negócio da província e ajude a captar investimentos nacionais e internacionais capazes de apoiar
o desenvolvimento da região.
“Incentivamos os agricultores, criadores de gado, empresários e comerciantes a aproveitar da melhor maneira as oportunidades que a Expo-Cunene está oferecer”, salientou o governado.
Kundi Paihama disse que o governo provincial do Cunene acredita que os poucos importadores devido as condições financeiras vigentes actualmente bem como os comerciantes, camponeses e os feirantes no geral podem encontrar nesta edição uma excelente oportunidade de trocas comerciais e experiências que vão melhorar as suas perspectivas de negócio.

Homens de negócio mostram-se confiantes na obtenção de boas parcerias comerciais

A feira do Cunene é um espaço privilegiado para os homens de negócios reafirmaram a sua disposição em contribuir para o combate à fome e pobreza, segundo  o administrador da feira , Abílio Lubamba.
O gestor realçou a importância da promoção de parcerias de negócios entre empresários locais e estrangeiros para impulsionar a economia e atrair investimentos para a província, uma região de enormes potencialidades.
Por isso disse que o evento constitui, uma resposta dos empresários para asituação de escassez de recursos orçamentais devido a quotação do petróleo nos mercados internacionais.
Razão pela qual, os organizadores terem escolhido o lema “Cunene, 47 anos rumo ao desenvolvimento sócio-económico”.
Abílio Lubamba disse que a feira chega numa altura de sérias restrições cambiais, indispensáveis para a aquisição de matéria-prima e relançamento da agro-indústria.
O crescimento económico da província do Cunene é, também, marcado, particularmente, pela rede hoteleira e de restauração, o que é um bom chamariz para os empreendedores de diversas partes de Angola e do estrangeiro.
A “Expo-Cunene 2017” criou vários empregos temporários para jovens nas áreas de cozinha, pastelaria, balcão, prestação de serviço esaneamento básico, o que é significativo numa região onde os níveis de desemprego atingem ainda
proporções preocupantes.
A margem da Expo-Cunene foi realizado um fórum  empresarial  denominado  “Cunene, novas oportunidades” que contou com  a presença de vários empresários.