Empresas

Cuito apela abertura do centro profissional de arte e ofícios

A população do bairro São José, no Cuito (Bié) pede a abertura do Centro Profissional de Arte e Ofícios da Juventude, construído há dois anos.

A população do bairro São José, no Cuito (Bié) pede a abertura do Centro Profissional de Arte e Ofícios da Juventude, construído há dois anos.
António Sambulo, de 28 anos, morador do bairro, disse que desde a conclusão das obras do centro, em 2016, nunca foi aberto ao público, “mas na altura da inauguração, explicaram que seria para os jovens de forma gratuita”.
Disse que os jovens sempre procuraram saber do funcionamento do centro mas as portas sempre estiveram fechadas ao público.
Os jovens têm o sonho de aprender no centro, contabilidade, gestão e informática.
Maria António, 38 anos de idade, professora do ensino primário e moradora bem ao lado do centro de formação, lamentou o facto do empreendimento estar com as portas encerradas, desde a sua inauguração.
Os populares afirmaram que apenas o serviço de protecção civil permanece no local.
Um dos funcionários da instituição confirmou que “existem muitos jovens que procuram “informação” sobre a abertura ao público, além dos diferentes cursos que poderão ser ministrados na instituição.
O secretário Provincial do Conselho da Juventude, (CPJ), no Bié, Jonatão Kassapi, afirmou que “existem outros complementos para o funcionamento do centro de formação, mas não está encerrado”, avançou.
Jonatão Kassapi explicou à imprensa, que a falta de adesão massiva dos jovens ao centro, tem estado a condicionar a abertura do centro, associado a outras causas.