Empresas

Consumidores devem denunciar

O director do Instituto Nacional de Defesa de Consumidor (Inadec) na província do Cunene, Bernardo Hilundilwa, encorajou esta semana, em Ondjiva, a população a fazer mais denúncias à instituição sobre as irregularidades ligadas à venda de produtos com prazos vencidos ou outras.

O director do Instituto Nacional de Defesa de Consumidor (Inadec) na província do Cunene, Bernardo Hilundilwa, encorajou esta semana, em Ondjiva, a população a fazer mais denúncias à instituição sobre as irregularidades ligadas à venda de produtos com prazos vencidos ou outras.
Em declarações à Angop, o responsável disse ser necessário que os cidadãos sejam porta-vozes da instituição em prestar todas as informações que violem os seus direitos como consumidor, para desencorajar esta prática que pode colocar em
risco a saúde humana.
Explicou que, desde Setembro até a presente data, o Inadec registou 14 reclamações, três infracções ligada à venda de produto deteriorado, dois por falta de cartão de sanidade, realizou 33 visitas de fiscalização e 41 acções de sensibilização nos mercados e cantinas.
“Vamos continuar a reforçar as acções de sensibilização sobre os direitos dos consumidores e a fiscalização nos estabelecimentos comerciais, com vista a desencorajar outros comerciantes que vendem produtos com qualidade duvidosa e com prazos vencidos”, afirmou.
Bernardo Hilundilwa informou que pretendem ainda com esta iniciativa desencorajar também tendências de especulação de preços, uma vez que se avizinha o Natal e passagem de ano, para garantir os direitos dos consumidores.