Artigo

Empresas

Angola adere ao Livre Comércio da SADC em 2019

A adesão final de Angola à Zona de Livre do Comércio da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC) deve se efectivar no próximo ano, segundo assegurou o ministro angolano do Comércio.

A adesão final de Angola à Zona de Livre do Comércio da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC) deve se efectivar no próximo ano, segundo assegurou o ministro angolano do Comércio.
Jofre Van-Dúnem referiu que o país aderiu formalmente à Zona de Livre Comércio em Fevereiro de 2003, mas o seu roteiro apenas na última segunda-feira foi aprovado na reunião da Comissão Económica do Conselho de Ministros.
Segundo o governante, em Junho deverá ser apresentado o roteiro ao secretariado da SADC para de seguida se elaborar a estratégia negocial de Angola.
Durante este período, explicou, deverá ser organizada também a auscultação nacional como o empresariado nacional e a sociedade.
O ministro informou haver cinco mil itens pautais para negociar, dependendo dos consensos a serem alcançados, mas não perdendo de vista
o interesse nacional.
O processo de adesão efectiva será gradual e pode durar mais de uma década, com o escalonamento de categorias de isenção de impostos ou adoptar restrições nalguns casos no interesse de protecção da produção nacional.
Especialistas defendem que, a Zona de Comércio Livre pode resultar seja num efeito positivo de criação de comércio seja num efeito negativo de desvio do comércio. O desafio consiste em minimizar o impacto negativo especialmente nas economias mais fracas da região. A implementação da Zona de Comércio Livre, na região austral de África, é uma medida que impõe o fim das barreiras nas transacções entre países, disse, na quarta-feira, em Gaberone, uma fonte da SADC. A implementação da Zona de Comércio Livre, na região é uma medida que impõe o fim das barreiras nas transacções entre países. O tráfego rodoviário na região passou de 292 milhões de passageiros por quilómetro em 2007 para 327 milhões em 2008, representando um crescimento de 111% em relação ao ano anterior.